Gourmet

Na Serra do Mendro defendemos a biodiversidade e resgatamos uma agricultura sustentável com passos que nos ajudam a proteger o solo, a conservar a água e a preservar o meio ambiental, social e cultural.

A importância da Apicultura

A vida das abelhas é crucial para o planeta e para o equilíbrio dos ecossistemas. Na Herdade Aldeia de Cima as abelhas polinizam as plantas, favorecem a produção agrícola e, através dos seus produtos de alto valor nutritivo como o mel e o pólen das flores, contribuem para o bem estar das populações.​

Na Serra do Mendro defendemos a biodiversidade e resgatamos uma agricultura sustentável com passos que nos ajudam a proteger o solo, a conservar a água e a preservar o meio ambiental, social e cultural. Esta filosofia e forma de interação com a natureza permite preservar a vida das abelhas e todo um sistema mais equilibrado, uma vez que estas precisam de pousar em cerca de 10 milhões de flores para produzir um litro de mel.​

Atualmente contamos com 15 apiários e 599 colmeias. Sempre que as condições são propícias, as colónias de abelhas são cuidadosamente levadas pelos apicultores para os lugares onde se encontram as variedades em plena floração. Esta é a razão pela qual o sabor do mel varia, dependendo da época e da floração.

Mel de Rosmaninho Selvagem​

O Mel da Herdade Aldeia de Cima, puro e obtido sem qualquer intervenção humana, tem por base a diversidade de uma flora silvestre tipicamente mediterrânica, de grande riqueza polínica, sobressaindo o rosmaninho que cresce de forma espontânea no montado da Serra do Mendro, um ecossistema único, intocado pela poluição industrial e urbana. As temperaturas quentes do início do Verão são ideais para a extração do mel em estado líquido, pelo que a recolha acontece habitualmente entre junho e julho, no auge da produção. Já no Inverno, as temperaturas baixas podem fazer o mel cristalizar sem nunca perder contudo o seu valor nutritivo, um sinal que atesta a sua qualidade. Com o tempo, o mel líquido tende a cristalizar. Deve ser conservado em ambiente seco e fresco e à temperatura ambiente.

Pólen de Flores​

Durante a Primavera, o pólen de flores é coletado pelas abelhas, transportado para a colmeia e recolhido no caça-pólen. Este alimento puro, em grânulos, é valorizado desde há séculos como um extraordinário complemento alimentar, sem paralelo na natureza. Rico em aminoácidos e gamas vitamínicas de origem biológica, prótidos, lípidos, açúcares e sais minerais, contém a maior parte dos elementos indispensáveis à vida na Terra. O Pólen de Flores deve ser mastigado e tomado em jejum. Também combina bem com iogurtes, batidos de fruta ou legumes, papas de aveia ou de cereais. ​Deve ser conservado em ambiente seco e fresco e à temperatura ambiente.

O Medronho sabor suave e elegante

É quando sentimos o cheiro a terra de xisto molhada, entre outubro e novembro, que na Herdade Aldeia de Cima nos motivamos para a colheita dos frutos vermelhos, nomeadamente os medronhos, que salpicam de cor as encostas outonais da Serra do Mendro.​

Os seus frutos selvagens e comestíveis resultam da maturação das flores do ano anterior e são colhidos manualmente nos arbustos. A sua textura é de um contraste invulgar: por dentro de uma casca granulosa revelam uma polpa suave, com um sabor intenso e frutado.​

Redondos e vibrantemente coloridos -quando maduros variam entre um amarelo forte e um vermelho intenso -parecem anunciar o Natal pelas encostas do montado, tornando o medronheiro uma das espécies mais vistosas dos nossos espaços florestais.

Geleia de Medronho

A geleia é desde tempos antigos uma forma de conservar frutos e obter adoçantes. É também um doce bem português, trazendo à nossa memória perfumes e sabores do campo e momentos passados à mesa em família. Na Herdade da Aldeia de Cima, todas as alturas são boas para saborear uma geleia tradicional, especialmente a de medronho, com aroma elegante, fazendo lembrar a floresta no final do outono. Esta geleia é obtida pela cozedura da polpa do medronho colhido na Serra do Mendro, adicionando-se o açúcar equivalente ao seu peso liquido, conseguindo uma consistência mais espessa devido ao elevado teor de pectina existente no fruto. O frasco de geleia deve ser conservado em ambiente seco e fresco e à temperatura ambiente.

Doce de medronho​

Na Serra do Mendro, o doce de medronho é muito apreciado pela sua textura e consistência para acompanhar queijos e sobremesas de inverno. ​O doce de medronho da Herdade Aldeia de Cima é confecionado com base na receita ancestral do povo da aldeia e com a fruta inteira -deixamos as grainhas para criar uma maior textura e acidez. De estrutura aveludada, o doce de medronho mantém o sabor original da fruta madura colhida entre outubro e novembro, mostrando um fruto delicado, fresco e intenso, envolvido por um grande equilíbrio. O frasco de doce deve ser conservado em ambiente seco e fresco. Depois de aberto manter no frigorifico.

Please note, your browser is out of date.
For a good browsing experience we recommend using the latest version of Chrome, Firefox, Safari, Opera or Internet Explorer.